Websérie Geração nem nem

Santa Catarina tem cerca de 1,6 milhão de pessoas com idade entre 15 a 29 anos. 14% delas são nem-nems, ou seja, nem estudam, nem trabalham formalmente. A análise feita pelo Observatório FIESC com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do IBGE, revela o perfil do jovem do estado.


O levantamento feito pelo IBGE aponta que cerca de 229 mil pessoas entre 15 e 29 anos (cerca de 14% do total) no estado de Santa Catarina não estão ativas no mercado formal de trabalho, nem frequentam nenhuma instituição ensino. Os números ainda mostram que 22% apesar de estudar, não trabalha, totalizando 36% do total de jovens desempregados. O restante é dividido entre os 44% que não estudam e trabalham e os 20% que fazem ambos.


Dados do Observatório apontam que houve um decréscimo na participação de pessoas nessa faixa etária em todos os setores da economia. Na indústria, por exemplo, em 1985, 57% de seus trabalhadores tinham até 29 anos. Em 2017, esse percentual caiu para 36% e as expectativas para o futuro são de contínua queda. Há uma série de mudanças demográficas a na estrutura do mercado de trabalho que ajudam a explicar esse fenômeno, assim como uma crescente migração para o mercado informal e o aumento do contingente de jovens empreendedores em um mercado que não consegue absorvê-los.

Mas o que buscam os jovens que vão ao mercado? Um relatório da Organização Internacional do Trabalho pesquisou quais são as características do trabalho ideal para os jovens. O líder de citações foi o ambiente de trabalho amigável, seguido por bom salário, oportunidade para desenvolvimento de carreira, benefícios sociais, reconhecimento pelas conquistas, horário de trabalho flexível, férias remuneradas garantidas, tempo de deslocamento curto e acesso fácil ao local de trabalho, formação profissional contínua e presença de um sindicato. Eles também veem a tecnologia como uma importante ferramenta para facilitar suas atividades, apesar de reconhecer a incerteza que ela gera no campo profissional no futuro.


Baseado nessas informações, a equipe do Observatório elaborou uma série de conteúdos multimídia fazendo um diagnóstico do mercado de trabalho voltado tanto para a parcela jovem da população e seus desafios frente a um contexto de transformação digital e necessidade de adequação, quanto para a indústria e seu papel na formação e captação de potenciais talentos. O conteúdo se encontra na forma de áudios, vídeos e textos curtos e bem elaborados, acompanhados de gráficos elucidativos que auxiliam na compreensão do panorama geral do mercado de trabalho atual do estado.


Acesse a série completa de vídeos e áudios no site da FIESC

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001