Qualidade de vida do trabalhador brasileiro cai 4% em 2018, segundo núcleo de estudos Sodexo

Em 2018, o Índice Sodexo de Qualidade de Vida no Trabalho (IQVT) – uma ferramenta gratuita que mede a percepção dos brasileiros em relação à qualidade de vida no trabalho – foi de 6,21 pontos (em uma escala de 0 a 10), apresentando uma queda de 4% em relação ao mesmo período no ano anterior (6,48 pontos).


A pesquisa revelou que 54% dos entrevistados estão satisfeitos com o seu emprego atual. Executivos de altos cargos (diretores, empresários e gestores) são os profissionais que apresentaram as maiores médias. A satisfação com o trabalho também é maior entre pessoas com pós-graduação.


O índice avalia seis dimensões eleitas pela Sodexo para mensurar a Qualidade de Vida no Trabalho, sendo elas:


  • Reconhecimento: Iniciativas da empresa que têm por objetivo valorizar e recompensar as pessoas.

  • Facilidade e Eficiência: Conjunto de fatores que contribuem para que o profissional faça um bom trabalho: processos fluidos, acesso a serviços e pessoas chave, entre outros.

  • Crescimento Pessoal: Tudo o que permite que um profissional aprenda e se desenvolva.

  • Saúde e Bem-estar: Promoção de um modo de vida saudável, baseado em uma alimentação equilibrada e na prática de exercícios físicos.

  • Relações interpessoais: Tudo o que contribui para reforçar vínculos interpessoais e facilita o acesso à cultura e ao entretenimento.

  • Ambiente Físico: Tudo o que contribui para que uma pessoa se sinta confortável e segura no ambiente em que está.


A análise de 13.159 respostas de trabalhadores por todo o país durante o ano de 2018, mostrou queda em todas as dimensões de qualidade de vida no trabalho, com reduções que variam de 2 a 6%. Os tópicos relacionados a Interação Social (6,57 pontos) foram o que mais caíram durante o período, com queda de 6%.


O resultado também apontou que a avaliação da qualidade de vida no trabalho é maior entre homens do que entre mulheres (6,29 pontos contra 6,19 pontos) e revelou que o Reconhecimento (6,66 pontos) e Saúde e Bem-estar (6,61 pontos) são os fatores com maiores índices de satisfação geral.


O segmento com maior satisfação percebida pelo índice foi o de Sistemas/TI (6,61 pontos), enquanto o de menor índice foi a área de Produção (5,94 pontos). Já a região do país com o maior índice de qualidade de vida no trabalho e satisfação profissional foi a Norte (6,43 pontos); e a de menor, a Sudeste (6,09 pontos).



Fonte: Sodexo



  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001