Produção industrial brasileira recua 0,3% em agosto


O IBGE divulgou hoje (02/10) os dados da Produção Industrial brasileira. Os resultados mostram que, frente a julho, a industrial nacional variou -0,3% (série com ajuste sazonal). No confronto com agosto de 2017 (série sem ajuste sazonal), a indústria cresceu 2,0%. No acumulado do ano, o crescimento foi de 2,5%.


O decréscimo de 0,3% da atividade industrial, na passagem de julho para agosto de 2018, foi resultado principalmente da influência negativa registrada pelas pela produção de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, que recuou 5,7%, Outras contribuições negativas sobre o total da indústria vieram de bebidas (-10,8%), de produtos alimentícios (-1,3%) e de indústrias extrativas (-2,0%).


Dentre os setores que ampliaram a produção nesse mês, os melhores desempenhos foram registrados por veículos automotores, reboques e carrocerias (2,4%), produtos farmoquímicos e farmacêuticos (8,3%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (5,1%) e celulose, papel e produtos de papel (2,0%).


No acumulado de 2018, frente a igual período do ano anterior, o setor industrial mostrou expansão de 2,5%, com a influência dos resultados positivos das atividades de veículos automotores, reboques e carrocerias (18,4%), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (2,9%), de metalurgia (5,1%), de máquinas e equipamentos (5,3%), de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (10,2%), de celulose, papel e produtos de papel (5,7%), de bebidas (3,3%) e de produtos de borracha e de material plástico (2,8%).


Fonte: IBGE.


  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001