Preocupações com o ambiente econômico

As principais agências financeiras reduziram, pela 12ª semana consecutiva, a projeção de crescimento do PIB brasileiro em 2019.


Segundo pesquisa da Robert Half, o ambiente econômico, o novo governo e a rapidez da transformação tecnológica são os fatores externos de maior preocupação aos empresários. Esta atenção aos fatores econômicos e tecnológicos são comuns às empresas dos 13 países analisados, sendo que o Brasil se diferencia pela inserção da questão governamental como item de alerta.


Além do desaquecimento econômico, o Correio Braziliense destaca o aumento da desigualdade de renda do Brasil, mensurado pelo índice de Gini, situação que será revertida a medida em que a geração de empregos para as classes mais baixas retome ritmo de crescimento.


Veja as matérias de destaque nesta terça-feira:


Mercado vê inflação mais alta e reduz estimativa de crescimento do PIB para 1,24% em 2019 - Globo. [Link]


Novo contingenciamento ficará abaixo de R$ 5 bi; PIB de 2019 será de 1,6%, dizem fontes - UOL. [Link]


Projeção da Selic é cortada de 7,50% para 7,25% em 2020, aponta Focus - Infomoney. [Link]


Mesmo com atuação do BC, dólar fecha em alta pelo 4º pregão seguido - Estadão. [Link]


Incerteza econômica e mudança tecnológica são fatores que mais preocupam executivos até 2020, diz pesquisa - Globo. [Link]


Economia de SC lidera, mas déficit público preocupa - NSC. [Link]


Desigualdade de renda é a maior em sete anos, indica levantamento - Correio Braziliense. [Link]

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001