Expectativas da indústria para o segundo semestre aumentam

A Sondagem Industrial de Santa Catarina apontou melhora nas expectativas para o setor no estado, após dois meses de retração na maioria dos indicadores. As perspectivas para a demanda cresceram 16,6 pontos na comparação com o mês anterior, atingindo 52,1 pontos, situando-se acima de 50, patamar que indica otimismo. As expectativas para emprego e exportações também cresceram, registrando 49,7 e 49,6 pontos, respectivamente, seguindo a trajetória de melhora iniciada no mês anterior. Também se destaca o volume da produção, cujo crescimento foi de 24 pontos, após atingir o nível mais baixo da série, que se estende até 2012, no mês anterior, totalizando 47 pontos.


Cresce o nível de utilização da capacidade instalada

O índice de Utilização da Capacidade Instalada aumentou 9 pontos percentuais em maio, na comparação com o mês anterior (que, por sua vez, havia registrado queda de -9,3 p.p.), sinalizando recuperação da indústria no período. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, no entanto, observa-se queda de -21,3%, resultado que pode ser explicado pela crise sanitária mundial e as medidas de restrição de circulação com o objetivo de redução do contágio do novo coronavírus, que resultaram em quedas na produção e consumo das famílias. Pelo mesmo motivo, o resultado também é o mais baixo entre todos os meses da série, desde janeiro de 2012.


No Brasil, o nível da UCI manteve-se abaixo da média registrada em Santa Catarina, alcançando 55%. O resultado é uma melhora em relação ao mês anterior, que havia registrado 49%, mas representa uma queda de -17,9% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.


Aumento no nível de emprego no mês


O índice de evolução de empregos em maio registrou 44,6 pontos, 11,6 a mais que em abril de 2020. O resultado, apesar de indicar melhora com relação ao mês anterior, é ainda inferior ao registrado para o período nos últimos quatro anos. A mesma trajetória também é observada em âmbito nacional, apresentando crescimento frente ao mês passado e retração de -13,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior.



Volume da produção inicia trajetória de recuperação

O volume da produção apresentou sinais de recuperação tanto em nível estadual quanto nacional. O crescimento foi de 24 pontos em Santa Catarina (+104%) e 17,1 no Brasil (+66%) na comparação com o mês anterior, onde ambos haviam apresentado o pior resultado da série até então. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o estado teve retração de -8%, enquanto o índice do país caiu -15,3%.


Intenção de investir cresce com expectativas


As perspectivas dos empresários catarinenses para os próximos 6 meses passaram a ser de maior otimismo. A intenção de investimento aumentou 9,9 pontos em relação ao mês anterior, que já havia iniciado uma trajetória de crescimento. O resultado, no entanto, ainda é o mais baixo para o mês desde 2016.



Expectativas para os próximos 6 meses

As demais expectativas em âmbito estadual apresentaram quadro positivo de forma geral. Para a demanda, o índice atingiu 52,1 pontos, resultado que sinaliza otimismo, tendo se situado acima de 50. A perspectiva de compra de matéria-prima registrou aumento de 15,6 pontos, enquanto a de emprego cresceu 11,6, ambas na comparação com o mês anterior, totalizando 49,8 e 49,7 pontos, respectivamente. Pra o mesmo período a expectativa para o volume de exportação subiu 14,1 pontos.


Evolução do nível de expectativas dos industriais nos próximos seis meses


  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001