Conheça o futuro da indústria de infraestrutura e desenvolvimento urbano



A Indústria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (IU) está no coração da economia global, afetando diretamente a qualidade de nossas vidas, o bem-estar da sociedade e a sustentabilidade do planeta.


Mas o futuro do setor tornou-se difícil de prever devido a megatendências globais que estão afetando muitas indústrias, incluindo a da infraestrutura. Entre as mudanças destaca-se as climáticas e as demográficas; o aumento da urbanização; o aumento de talentos; as falhas de infraestrutura; o aumento da volatilidade e da turbulência na política mundial; e as novas tecnologias digitais, como modelagem de informações de construção (Building Information Modeling - BIM), impressão 3D, sensores e equipamentos autônomos.


A maioria das empresas dos vários setores da Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (IU) ainda usam métodos manuais, oferecem produtos e serviços tradicionais e operam de acordo com práticas e modelos de negócios já estabelecidos, por isso não conseguem acompanhar o movimento da Quarta Revolução Industrial. Como resultado têm uma produtividade defasada.


E apesar do setor de engenharia e construção da IU representar mais de 6% do PIB global e empregar mais de 100 milhões de pessoas, existe uma percepção negativa do setor que dificulta a atração dos talentos necessários para impulsioná-lo e torná-lo mais competitivo.

Para atender as preocupações com o impacto do setor da IU na sustentabilidade do planeta, bem como planejar a agenda do setor com soluções inovadoras que apoiem a transformação da indústria e aumente sua produtividade e sustentabilidade, o Fórum Econômico Mundial criou o projeto Construindo o Futuro da Construção que apresenta três cenários possíveis de transformação: “Construindo um Mundo”, “Fábricas que Guiam o Mundo”, e “Reinicialização Verde”. Este relatório tem o intuito de encorajar os tomadores de decisão da IU a pensarem estrategicamente a respeito do futuro dos seus negócios e apoiá-los a tomar medidas preparatórias antecipadamente¹ .

Três cenários possíveis de transformação para a Indústria da Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (IU)


Os três cenários elaborados sugerem seis imperativos comuns de transformação que as empresas da IU devem seguir para permanecerem relevantes. Os três principais imperativos identificados pelos diretores executivos das principais empresas da IU e ministros de vários países pesquisados na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial de 2018 são:


- Habilitar a organização, atraindo talentos e habilitando o gerenciamento de mudanças.

- Digitalizar processos, maximizando o uso de dados e modelos digitais em todos os processos e adotar tecnologias avançadas em escala como novos materiais.

- Capturar novas oportunidades, revisando portfólio de produtos existentes, abraçar novos modelos de negócios, integrar e colaborar em toda a cadeia produtiva.


Imperativos comuns de transformação



Com relação a importância dos imperativos de transformação da indústria da IU, 74% dos principais CEOs de empresas reconheceram a atração de novos talentos e o desenvolvimento de habilidades necessárias como um dos três principais imperativos de transformação do setor. Já 65% dos CEOs e ministros disseram que uma melhor integração e colaboração em toda a cadeia de valor é uma prioridade para o setor.


E apesar da indústria de IU ser lenta para criar e adotar novas tecnologias, 61% dos CEOs e ministros disseram que a adoção de tecnologias avançadas em larga escala é importante e a classificaram entre os três principais imperativos de transformação que conduzirão a indústria de IU ao sucesso no futuro. As empresas da IU gastam menos do que outras indústrias em P&D, cerca de 1% da receita total do setor. O investimento é pequeno em relação aos gastos em P&D de outras indústrias, incluindo 3% da manufatura, 10% da aeroespacial e 13% da farmacêutica.


Cenário 1 | Construindo em um mundo virtual


No cenário Construindo em um Mundo Virtual no futuro, automação e robôs, sistemas conectados e computação em nuvem permeiam a vida diária de todos os tipos de indústrias. Aplicações de Inteligência Artificial (IA) e outras tecnologias que ficam mais inteligentes com uso contínuo, impulsionam o crescimento econômico. Sistemas inteligentes e robôs substituem a maioria dos trabalhos manuais.


Entre as implicações para a indústria de IU estão:

- Necessidade de mais ativos residenciais, recreativos e de mobilidade de passageiros. - Sistemas inteligentes interconectados e robôs executam a IU.

- Os players de software ganharão poder.

- Novos negócios surgirão em torno da geração de dados e serviços.


Cenário 2 | Fábricas guiam o mundo


No cenário Fábricas guiam o Mundo, a nova ordem social que prioriza lucro e eficiência leva à prosperidade global. Os recursos são esgotados. Trabalhadores não qualificados dividem seus empregos com a automação ou são empregados como mão-de-obra barata. As nações estimulam a ampla adoção de princípios enxutos, bem como avanços tecnológicos, especialmente na manufatura. A combinação de processos padronizados, produção enxuta e informações confiáveis de custos atrai investidores que estimulam a atividade de construção.


Implicações para a indústria de UI:

- Barreiras de construção para edifícios industriais e comerciais e infraestrutura.

- Toda a cadeia de valor da IU adota pré-fabricação, processos enxutos e personalização em massa.

- Os fornecedores se beneficiam mais da transição do processo.

- Novas oportunidades de negócios por meio de ofertas integradas de sistema e requisitos de logística.


Cenário 3 | Uma reinicialização verde

No mundo futuro da Reinicialização Verde, décadas de negligência da mudança climática e diminuição dos recursos naturais devastaram o planeta. Um grupo de países poderosos entra em ação depois de reconhecer que qualquer deterioração adicional dos recursos naturais ameaça a humanidade. Eles formam as Nações Unidas Sustentáveis (United Sustainable National - USN) para impedir o uso excessivo de recursos escassos e impedir catástrofes naturais desencadeadas pelas mudanças climáticas e revitalizar o meio ambiente. Conservar recursos limitados e reduzir o consumo é bom para o planeta, mas a economia fica estagnada como resultado disso. No entanto, a USN e seus cidadãos estão satisfeitos com o trade-off quando vêm a melhora do ambiente.


Implicações para a indústria de UI:


- Sustentabilidade é o principal critério de decisão.

- Tecnologias inovadoras, novos materiais e vigilância por sensores garantem baixos impactos ambientais.

- Concorrentes com profundo conhecimento de materiais e portfólios brownfield locais prosperam.

- Novas oportunidades de negócios em serviços focados em meio ambiente e reciclagem de materiais.


Os três cenários apresentados não pretendem prever o futuro, ao invés disso, eles demonstram um amplo espectro de futuros possíveis. No futuro, a indústria da UI provavelmente incluirá elementos dos três cenários apresentados dada a transversalidade das megatendências. E os tomadores de decisão da IU devem agir usando as mudanças dentro de sua realidade de indústria, usando os cenários como um alerta e orientação para pensar estrategicamente o futuro.


Os governos como reguladores e maiores clientes da indústria da IU devem apoiar as empresas na implementação dos desafios. Eles podem patrocinar iniciativas para estimular a inovação, incluir novas tecnologias em projetos públicos e revisar códigos de construção para promover práticas inovadoras no âmbito do setor público e do industrial.


A indústria deve, portanto, reagir rapidamente e com ação apropriada às novas condições e oportunidades para novos negócios, a fim de fornecer à sociedade ativos sustentáveis e acessíveis que atendam às necessidades humanas. Assim, o projeto Future of Construction ajudará as indústrias e outras empresas da cadeia da construção a se prepararem para lidar com questões desafiadoras que podem prejudicar sua capacidade de prosperar.


Time Observatório:

Angélia Berndt

Camilie Pacheco Schmoelz

Danielle Biazzi Leal

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

¹ Entre as empresas parceiras que atuaram no comitê diretor da iniciativa estão principalmente as empresas de engenharia e construção, produtos químicos, materiais de construção, imóveis, serviços urbanos e empresas de tecnologia, e os muitos especialistas que atuaram no comitê consultivo da iniciativa.


Fonte: Future Scenarios and Implications for the Industry. World Economic Forum, 2018.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001