Aumenta a participação da corrente de comércio catarinense no PIB

O estado de Santa Catarina é reconhecido pela forte recuperação econômica, sendo um dos únicos a conseguir recuperar o nível da sua atividade econômica pré-crise ainda em 2019.


Com a divulgação dos dados do PIB de 2017, encontram-se indícios de que esta aceleração da economia catarinense pode estar atrelada com um fator bem utilizado pelos países asiáticos mas ainda pouco explorado pela economia brasileira, o comércio exterior.


Com uma logística portuária favorável e indústrias reconhecidas internacionalmente, a movimentação dos cinco maiores portos catarinenses em 2017 chegou a cerca de 1,7 milhão de TEUS (equivalente a 43,6 milhões de toneladas).


A estratégia de vender para o mercado estrangeiro e servir de passagem para importação de insumos e produtos de outros estados tem elevado a participação da corrente de comércio (soma de importações e exportações) no PIB catarinense.


Uma estimativa considerando os valores das contas nacionais do país, mostram que o valor de US$ 21 bilhões de movimentação representam cerca 38% do PIB do estado em 2017, o que é 3 pontos percentuais superior ao número do ano anterior.


No Brasil, a participação das importações e exportações juntas chegam 24% de toda a sua produção interna, enquanto os estados do Paraná e Rio Grande do Sul alcançam valores de 33% e 30%, respectivamente.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001