Apenas um estado já se recuperou da crise

Atualizado: 23 de Out de 2018

Entre os anos de 2015 e 2016, vimos o PIB brasileiro despencar em mais de 7%, o que se configurou em uma das maiores recessões da história nacional. Na publicação Quais setores já se recuperaram da crise?, foi apresentado que a velocidade de recuperação da atividade econômica entre os setores industriais tem sido bem diferente, com alguns setores em plena recuperação e outros ainda aquém do volume de produção de alguns anos antes.


Trazendo esta mesma análise para os estados brasileiros, a partir do Índice de Atividade Econômica (um indicador que calculado pelo Banco Central para 13 Unidades da Federação que se aproxima do desempenho do PIB), fica nítida a movimentação de queda até dezembro de 2016 e subsequente recuperação da atividade econômica nacional e catarinense.


Índice de Atividade Econômica de Santa Catarina e Brasil (2014=100)


Estabelecendo o mês de janeiro de 2014 como mês de referência, a movimentação da atividade econômica nacional apresenta o ápice da recessão em dezembro de 2016, mês em que a atividade esteve 10,3% inferior ao de 2014. Já em agosto de 2018 (último mês disponível), a recuperação do indicador é visível, mas ainda assim se apresenta 5,8% abaixo do nível anterior.


Entre os estados que participam do indicador, o Amazonas mostrou a maior queda, de 16%. Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo também tiveram desempenho inferior ao nacional. Por outro lado, Pará e Goiás são os estados com as menores quedas, -3,8% e -4,8%, respectivamente. Ainda assim, a região goiana não conseguiu mostrar recuperação em sua atividade desde então e segue com níveis significativamente inferior ao de 2014.


Com desempenho diferenciado, Santa Catarina teve uma queda significativa em 2016, mas conseguiu se recuperar rapidamente em 2017. O estado catarinense se apresenta atualmente com o segundo melhor desempenho, estando apenas 0,8% inferior ao volume de produção de janeiro de 2014. Assim, somente o estado do Pará conseguiu se recuperar inteiramente da recessão econômica dos últimos anos.


Recessão e Recuperação da Atividade Econômica (2014=100)


A tendência é de que todos os estados continuem com a trajetória de recuperação e, pela velocidade do indicador, o estado catarinense se apresenta como o mais promissor para entrar no quadro das Unidades Federativas que já se voltaram a plena atividade econômica.


Time Observatório FIESC:

Carolina Custódio

Edilene Cavalcanti dos Anjos

Henrique Reichert


Fonte: BACEN e Observatório FIESC.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Iniciativa da FIESC - Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Rod. Admar Gonzaga, 2765 - Florianópolis/SC - 88034-001